Moradores do Bairro do Zambujal participam em performance e inauguram mural de arte urbana

No âmbito do projeto “Zambujal 360”, a artista portuense Luísa Mota apresenta a performance Crystal Beings e inaugura mural que celebra um dos dezassete Objetivos de Desenvolvimento Sustentáveis (ODS) das Nações Unidas.

Promovido pela Associação Leigos Missionários da Consolata (AdGentes), e pela associação recreativa CAZAmbujal, o projeto “Zambujal 360” pretende promover o bairro do Zambujal a primeiro bairro social embaixador dos 17 Objetivos de Desenvolvimento Sustentável das Nações Unidas assente nos eixos: comércio local, educação na saúde e educação pela arte.

No intuito de trazer arte ao bairro, Luísa Mota é uma das artistas convidadas para a elaboração de um mural numa das empenas centrais do bairro.

Numa busca em aprofundar a sua pesquisa para a criação do mural, e sendo a Performance a diretriz máxima da sua obra e expressão artística, Luísa Mota, contando com a participação ativa da comunidade, desenvolveu em colaboração com a coreografa Ana Rocha, a performance “Crystal Beings” promovendo ao longo dos últimos meses workshops, ensaios com, e para, os moradores do bairro.

Os Crystal Beings (aka  Invisíveis) são seres paradoxais; silenciosos, mas ao mesmo tempo criam barulho (devido ao seu som metalizado), existindo como elementos que espelham o seu redor. Estas personagens recorrentes, já habitaram em diversos contextos e moldes expositivos, enquadrando-se facilmente com diversos tecidos sociais, culturais e urbanos. O facto de serem completamente anónimos faz com que elimine por completo qualquer indicativo de identidade do intérprete, levando a uma ambivalência em relação ao género, idade, etnia do mesmo/a. A nível do espectador cria uma incerteza inquisitiva e desconforto social, sendo que os parâmetros normativos de identificação são extintos. A nível do intérprete, gera uma experiência de introspeção num ambiente coletivo, gerando sentimentos de desapego, satisfação e curiosidade.

No próximo domingo, dia 30 de julho, será inaugurado o mural na empena dum prédio central da Praça da Galega e apresentada a última performance.

Para celebrar a colaboração artística com os moradores do Bairro, será ainda organizado um almoço convívio, às 14h30, na Praça das Galegas, contanto com o apoio da Calçada Wines.

O evento é aberto a todos os interessados e conta com um concerto da Orquestra de Batukadeiras.

Check Also

Cerveja Sagres® junta-se aos Prémios Play e lança ativação “Segredo bem guardado” para apoiar artistas nacionais emergentes

A Cerveja Sagres® reforça a sua ligação à música ao juntar-se, uma vez mais, aos …