Only Watch 2023: Frederique Constant e Christiaan van der Klaauw apresentam uma criação cósmica única

Uma amizade de 25 anos, o culminar da perícia relojoeira e uma combinação sem precedentes de talentos reunidos para produzir o Tourbillon Planetarium Only Watch 2023 para o leilão de beneficência. Esta peça única apresenta um turbilhão Frederique Constant e os notáveis acabamentos manuais da marca e o planetário de Christiaan van der Klaauw – o mais pequeno do mundo e o primeiro produzido para um relógio de pulso. A criação superlativa foi totalmente acabada à mão e produzida numa caixa de platina com um diâmetro de apenas 42 mm. Junta-se assim, pela primeira vez, o planetário da empresa holandesa com o turbilhão de Genebra, ambos adequados para a ocasião com um mostrador de aventurina.

Há 35 anos que a Frederique Constant materializa a filosofia de produzir relógios suíços de luxo a um preço justo, uma equação que considerada impossível de resolver até que os fundadores da empresa, Aletta e Peter Stas, o conseguiram fazer. A sua perspetiva ganhou força com a ajuda de dezenas de relojoeiros, designers e artesãos que trabalham juntos em Genebra na Manufatura Frederique Constant.

Niels Eggerding foi um dos pilares desta trajetória. Primeiro foi diretor comercial, depois diretor administrativo e agora CEO do Grupo Frederique Constant e, ao longo do seu percurso, contribuiu para estabelecer uma reputação internacional e o status de marca de prestígio. Por quase um quarto de século, Pim Koeslag trabalhou ao seu lado para desenvolver mais de 30 calibres Manufacture, incluindo o primeiro lançado em 2004.

Transição

Há alguns meses, Pim Koeslag assumiu o comando da Christiaan van der Klaauw. Numa demonstração da amizade de longa data entre a Suíça e a Holanda, as duas casas relojoeiras aproveitaram ao máximo a transferência para partilhar o seu Know-how. Não para produzir uma coleção, mas para uma peça única em benefício de uma causa querida à Frederique Constant: o Only Watch. Este leilão é realizado a cada dois anos desde 2003 sob o patrocínio do príncipe Alberto II do Mónaco e todas as receitas revertem para a Association Monégasque Contre les Myopathies, uma instituição dedicada à pesquisa sobre distrofia muscular; a Frederique Constant apoia a iniciativa desde 2005.

Estreias absolutas

A colaboração excecional resultou numa peça excecional, com o Tourbillon Planetarium Only Watch 2023. É o primeiro turbilhão da Frederique Constant Manufacture a ter um planetário – e a primeira peça de Christiaan van der Klaauw deste tipo a apresentar um turbilhão. É também a primeira vez que um relógio Manufacture Frederique Constant tem um mostrador aventurina – ou mesmo uma caixa de platina de 42 milímetros, desenhada especialmente para o modelo em questão. Além disso, é a primeira vez, desde o início da empresa, que um Frederique Constant combina a apresentação do mês e da data usando ponteiros num único contador. Ao todo, são cinco estreias num relógio – e apenas um exemplar será produzido. Um feito sem precedentes na história da Frederique Constant.

Um planetário majestoso

O Tourbillon Planetarium Only Watch 2023 não esconde nada: a peça exibe com orgulho as duas principais complicações no fundo cósmico do mostrador aventurina. O planetário desenhado por Christiaan van der Klaauw ocupa um lugar privilegiado às 12 horas. Foi o próprio Christiaan van der Klaauw que criou o primeiro modelo há mais de 40 anos, em 1982, antes de o produzir em miniatura para um relógio em 1999. Desde então, a empresa tornou-se especialista em produzir relógios com complicações astronómicas, aperfeiçoando constantemente o planetário até chegar à versão agora apresentada, que continua a ser o planetário mecânico mais pequeno do mundo.

O sistema heliocêntrico reúne seis discos em movimento no mesmo plano, cada um com seu próprio planeta completando a órbita ao redor do sol em tempo real: Mercúrio (88 dias), Vénus (225 dias), Terra (365 dias), Marte (687 dias), Júpiter (12 anos) e Saturno (29 anos). Esta proeza, envolvendo períodos de tempo tão longos, requer que alguns dos mecanismos usados operem num ritmo incrivelmente lento. O proprietário terá que esperar quase trinta anos para ver Saturno completar uma órbita completa.

A circunferência do planetário indica os ângulos de rotação de 0° a 360° e os signos estelares relevantes para cada setor, calibrados em relação à posição relativa da Terra. As cores dos planetas usam a paleta Only Watch 2023 – ao mesmo tempo em que permanecem fiéis aos tons dos corpos celestes.

O topo das complicações e acabamentos

O Turbilhão Manufacture às seis horas foi desenhado, assemblado e finalizado pela Frederique Constant na fábrica em Genebra, integrado num movimento completamente acabado à mão. Com a ajuda de ferramentas e instrumentos tradicionais, dois relojoeiros realizaram, durante semanas, o meticuloso trabalho de acabamento de cada componente, utilizando, entre outras coisas uma lima para biselar e um martelo e um punção para perfurar. Uma única ponte exigia dois ou três dias de trabalho.

Os flancos são frisados ​​e desenhados à mão e todos os componentes são decorados em ambos os lados, mesmo os que não são visíveis a olho nu. Mas, pelo que se vê, a Frederique Constant trabalhou até ao mais ínfimo detalhe, incluindo os parafusos de fechadura polidos. Esta é uma técnica de polimento de diamante particularmente difícil sobre uma chapa de zinco. Uma vez polidos, o acabamento dos parafusos alterna de aço a preto, dependendo da luz, criando um contraste sempre único de acordo com a orientação do mostrador. O movimento tem cerca de quarenta parafusos como estes e leva cerca de 40 minutos para polir e biselar manualmente cada um.

O equilíbrio de uma composição inédita

No lado do mostrador, as duas complicações aqui reunidas pela primeira vez são complementadas por dois contadores localizados em ambos os lados, resultando numa harmonia visual perfeita: o binómio dia/mês às 9 horas e os respetivos logótipos da Frederique Constant e da Christiaan van der Klaauw às 3 horas, envolvidos pela inscrição “Only Watch Pièce Unique”. O texto no contorno circular do turbilhão anuncia com orgulho a parceria: “Frederique Constant X Christiaan van der Klaauw”.

Para o fundo da caixa, a Frederique Constant criou uma decoração específica para a ponte automática: uma gravação artística em miniatura, feita à mão em um estilo mais figurativo e abstrato. Simbolicamente, o Sol ocupa o seu lugar no centro da composição – e, portanto, do peso oscilante. Ao seu redor, estrelas cadentes e planetas giram nos céus num caos cósmico organizado e delicioso – perfeito para um colecionador que mantém ainda o espírito sonhador da infância.

Check Also

Salsa Jeans reduz o seu impacto ambiental

Salsa Jeans melhora a sua pegada ambiental através do seu programa de responsabilidade social e …