Rubis Gás desafia os portugueses a “pedalar por uma causa”

A Rubis Gás volta a ser, pelo quinto ano, o patrocinador oficial da Camisola Verde da Volta a Portugal em Bicicleta, a prova rainha do ciclismo português que está de regresso para a sua 82ª edição, de 4 a 15 de agosto. No âmbito deste evento, a Rubis Gás promove ainda a iniciativa “Pedalar por uma Causa”, um projeto de responsabilidade social que se realiza pela quarta vez e que irá apoiar três instituições de solidariedade social.

A iniciativa “Pedalar por uma Causa” acontece em todas as etapas da Volta a Portugal, na Feira da Animação das Chegadas, onde haverá uma estrutura com várias bicicletas estáticas para todos aqueles que queiram pedalar e contribuir, assim, para ajudar quem mais precisa. “Cada quilómetro pedalado equivale a 5 euros. No final, os quilómetros acumulados nas várias localidades por onde passa a competição são contabilizados e convertidos, sendo o valor total repartido por três instituições de solidariedade social”, explica Cristina Machado, Diretora de Marketing e Comunicação da Rubis Gás.

Grupo Dançando com a Diferença, Centro Comunitário Bento XVI e Associação das Aldeias de Crianças SOS Portugal vão ser as instituições contempladas na 4ª edição do “Pedalar por uma Causa”. A iniciativa vai passar por Lisboa (dia 4 de agosto), Setúbal (dia 5 de agosto), Castelo Branco (dia 6 de agosto), Torre (dia 7 de agosto), Guarda (dia 8 de agosto), Santo Tirso (dia 10 de agosto), Fafe (dia 11 de agosto), Bragança (dia 12 de agosto), Montalegre (dia 13 de agosto), Mondim de Basto (dia 14 de agosto) e termina em Viseu no dia 15 de agosto, o último dia da prova. A ação pode ser acompanhada nas redes sociais do “Pedalar por uma causa”.

Na 81ª edição da Volta a Portugal em Bicicleta, em 2019, foram “percorridos” 3224,7km pelas pessoas que quiseram contribuir e pedalar para ajudar. O valor acumulado foi arredondado, pela Rubis Gás, para o valor conseguido no ano anterior, perfazendo, assim, um donativo total de 19.500 euros, montante que reverteu para a CAPITI, a Associação Portuguesa de Pais e Amigos do Cidadão Deficiente Mental de Lisboa (APPACDM Lisboa) e o Centro Social Paroquial N.ª Sra. de Assunção de Vila Nova de Tazem.

Nesta 82.ª edição da Volta a Portugal, a Rubis Gás assume, novamente, o patrocínio do Camisola Verde Rubis Gás, premiando os atletas que conquistem maior número de pontos nas Metas Volantes. “Será uma vez mais uma honra e um privilégio para Rubis Gás, entregar a Camisola Verde, uma camisola que premeia o esforço individual de cada atleta, a astúcia e a estratégia das equipas, e que representa, ao mesmo tempo, todos os valores com os quais a Rubis Gás se identifica”, afirma Arnaud Havard, Diretor Geral da Rubis. De recordar que em 2019 o grande vencedor da Camisola Verde Rubis Gás foi o português Daniel Mestre, da W52-FC Porto, com 91 pontos.

A maior prova do ciclismo português, começa este ano, dia 4 de agosto, em Lisboa e termina, dia 15 de agosto, em Viseu. Conta com 130 atletas, de 19 equipas, inscritos, para 12 dias de competição em que vão ser percorridos mais de 1.568 quilómetros.

Check Also

Evax dá 1,2 milhões de pensos higiénicos a jovens em situação de pobreza menstrual

A campanha de sensibilização da Evax contra a pobreza menstrual em contexto escolar foi concluída …

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.