#Vamosaocinema!? Junta setor numa só voz

O país desconfinou, mas o receio de uma vida “normal” mantém-se pelo que voltámos num “novo normal” em que todos somos agentes de saúde pública e por isso é necessário respeitar as normas e continuar a viver um dia de cada vez, retomando velhos hábitos como… ir ao cinema.

Foi com este pressuposto que o setor da indústria cinematográfica se juntou, criando o Movimento #vamosaocinema!?, que arrancou a 13 de agosto. “Um convite que pretende envolver todos os portugueses no regresso às salas de cinema. Todos os cinemas que já se encontram abertos cumprem com as regras de higiene e segurança impostas pela DGS, estando por isso aptos e à espera de poder receber todos os apaixonados pela experiência de ver um filme no grande ecrã”, refere Paulo Santos, Diretor Geral da FEVIP – Associação Portuguesa de Defesa de Obras Audiovisuais, uma das entidades que criou o projeto, ao lado de outras como ICA – Instituto do Cinema e Audiovisual, e através deste a Secretaria de Estado da Cultura (SECAM), APEC, a Associação de Exibidores de Cinema, Academia Portuguesa de Cinema, GEDIPE, a Associação de Gestão dos Direitos de Produtores, entre outras.

#vamosaocinema!? está assente numa premissa muito importante que nos move: “Apetece-me”. Apetece-me viver uma aventura, apetece-me comer pipocas, apetece-me ver um final feliz. E se nos apetece voltar a sentir tudo isto, porque não o fazemos? Os cinemas estão abertos e oferecem, sem sombra de dúvida, uma experiência incomparável da qual temos muitas saudades.

#vamosaocinema!? é um convite a todos os portugueses a fim de poderem satisfazer alguns dos seus desejos e pô-los em prática: indo ao cinema! Pôr fim à nostalgia de ter estado fechado em casa, podendo agora usufruir da experiência, com quem mais gostamos, e poder ver um filme num grande ecrã a comer pipocas, com todas as garantias de higiene e segurança.

“Queremos que as pessoas regressem às salas e experienciem algo único que só o cinema consegue oferecer: risos, lágrimas, emoção, adrenalina… e às vezes tudo isto num só filme. E além de satisfazerem um forte desejo, estão também a contribuir para que este setor da cultura consiga recuperar a robustez de outrora. No fundo, este projeto tem objetivos muito concretos: contribuir para a estabilidade social e económica do país, e principalmente para a manutenção de uma oferta cultural democrática e diversificada”, refere ainda Paulo Santos.

Check Also

Exposição imersiva pop-up de Flávia Junqueira invade o Teatro Tivoli BBVA

Os icónicos cenários criados pela artista Flávia Junqueira, imortalizados em formato fotográfico, ganham vida no …

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.