Hotelverse anuncia chegada a Portugal

A Hotelverse, startup tecnológica que revoluciona o modelo de reservas de quartos de hotel e serviços pré-estadia e melhora a experiência que as cadeias hoteleiras oferecem aos seus clientes, acaba de anunciar a expansão das suas operações para o mercado português.

A empresa foi fundada em 2021 por Fermín Carmona e Rafael Bover, atuais CEO e COO. Ambos eram executivos do Grupo Iberostar e desenvolveram esta ideia de negócio como um projeto interno para resolver um problema enfrentado pelo grupo hoteleiro e pela indústria em geral: o elevado nível de intermediação, impulsionado pela implementação da Internet e pelo crescimento dos websites de comparação online, reduz o volume de vendas diretas efetuadas pelos hotéis e reduz a informação disponível para o consumidor durante o processo de compra. A Hotelverse resolve este problema através da construção de um gémeo digital do hotel, que devolve o poder de compra às empresas hoteleiras e aos utilizadores. É também a única solução do mercado que permite aos utilizadores reservar o quarto exato que desejam, estabelecendo-se como uma nova categoria tecnológica dentro das reservas de hotel e uma ferramenta única para a desintermediação.

Com sede em Palma de Maiorca, a Hotelverse emprega atualmente uma equipa de mais de 45 pessoas. Em 2022, no primeiro ano de atividade, angariou 2 milhões de euros em duas rondas de financiamento. A primeira (março), no valor de 1 milhão de euros, contou com o apoio do Grupo Iberostar, da empresa de capital de risco Archipelago Next, do family office de Toni Nadal e do empresário mexicano Braulio Arsuaga. A segunda ronda (setembro) teve o mesmo valor, atraindo como parceiros Aurelio Vázquez, Senior Director Asset Management da Hotel Investment Partners (HIP); Raúl González, Chief Executive Officer EMEA do Grupo Barcelo; a Sabadell Venture Capital, divisão de capital de risco (VC) do Banco Sabadell; e a empresa de investimento imobiliário Stoneweg.

Em julho deste ano, a empresa angariou a sua terceira ronda de financiamento e está agora a preparar uma ronda de Série A para o final de 2024. Até à data, angariou 1.25 milhões de euros e incorpora a Plug & Play como investidor. O negócio faz parte de uma terceira ronda que eleva o investimento na startup para 3.5 milhões de euros.

Por outro lado, com o objetivo de otimizar e facilitar a utilização da sua tecnologia por parte dos hotéis e aumentar o valor que esta traz aos seus negócios, integrou alguns dos motores de reserva mais utilizados na indústria: Roiback, Hotetec e ParatyTech. Está também a trabalhar com alguns dos principais parceiros no mercado, como Guestcentric, Hijiffy e Host.

A Hotelverse em Portugal

No que diz respeito a Portugal, Hotelverse já conta com um cliente de renome no seu portefólio: o Tivoli Carvoeiro Algarve Resort, para quem está a desenvolver um gémeo digital. Por outro lado, apoiou também o hotel CR7 Pestana Gran Vía, em Madrid, do qual Cristiano Ronaldo é proprietário – onde já é possível concluir que, graças ao gémeo digital, o tempo dos utilizadores na página do hotel aumentou em 108% – e espera anunciar mais projetos em breve.

A empresa tem já algumas pessoas dedicadas ao mercado português, como Vitor Pratte, Portugal & International Markets Sales Manager, e Cinta Massó, CCO da empresa; e ainda uma equipa de onboarding e outra de Customer Sucess em franco crescimento.

“Na Hotelverse estamos determinados a transformar a indústria hoteleira, devolvendo o poder de compra aos hotéis e proporcionando experiências excecionais aos nossos clientes e aos seus clientes também. Com a nossa tecnologia revolucionária, construímos o futuro das reservas de quartos de hotel,” comentou Fermín Carmona, CEO da Hotelverse. “Começamos agora o nosso caminho em Portugal, e estamos entusiasmados por trazer inovação e valor ao mercado para criar um novo capítulo na história da hotelaria.”

Check Also

Grande Real Santa Eulália celebra 20 anos com 20 prémios

O Grande Real Santa Eulália Resort & Hotel Spa, em Albufeira, comemora 20 anos de …