Planetário de Lisboa convida visitantes a explorar novos mundos

O Planetário de Lisboa reabriu as suas portas e está pronto para continuar a acolher visitantes ávidos de explorar novos mundos.

Para tornar a experiência única, a ZEISS instalou no Planetário da Marinha um sistema de projeção de cúpula composto por oito projetores ZEISS VELVET LED, que permitem a união entre estrelas, vídeos e imagem a 360 graus. Os projetores, que são um desenvolvimento ZEISS, são únicos na medida em que mostram as imagens sobre o fundo mais pretas do mundo. Esta nuance permite que projeções digitais de corpos celestes, órbitas planetárias e nebulosas apareçam sempre na posição certa no céu noturno.

Além de instalar o sistema de projeção ZEISS VELVET LED, o projector ZEISS UNIVERSARIUM modelo IX do Planetário, em uso desde 2005, foi objeto de revisão completa. Agora, as novas fontes de luz LED proporcionam estrelas mais brilhantes.

Ao conjugar sistemas analógicos de projeção de estrelas e imagens digitais, o Planetário da Marinha permite aos operadores manusearem com grande facilidade um programa de visualização astronómica, que permite mostrar todo o cosmo conhecido, além de executar uma gama maior de eventos.

“Embora a astronomia seja o foco principal, agora também ofereceremos aos visitantes espetáculos e apresentações de outras disciplinas como Biologia, Desporto e História, além de apresentações musicais”, refere o Comandante João Silva Ramos, Diretor do Planetário.

Martin Kraus, Chefe de Planetários da ZEISS, está fascinado com a reabertura: “O Planetário Calouste Gulbenkian tem usado a tecnologia ZEISS desde que foi inaugurado em 1965. Estamos muito orgulhosos em que a Marinha Portuguesa dê continuidade a esta parceria ao escolher o nosso sistema de projeção ZEISS VELVET LED, em paralelo com outras atualizações técnicas e de software”.

Check Also

Exposição imersiva pop-up de Flávia Junqueira invade o Teatro Tivoli BBVA

Os icónicos cenários criados pela artista Flávia Junqueira, imortalizados em formato fotográfico, ganham vida no …

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.