Fnac dá dicas para reduzir o consumo de redes sociais

No âmbito da sua campanha “Dá um tempo às redes”, a FNAC apresenta várias dicas para uma mudança de hábitos no consumo de plataformas online

Nos últimos anos o consumo de redes sociais tem registado um crescimento exponencial. Segundo a eMarketer, durante a pandemia registou-se um aumento de 29.7% de utilizadores que passaram a utilizar as redes sociais em mais de 1 a 2 horas adicionais. Consciente das consequências que este uso exagerado pode gerar, sobretudo a nível da saúde mental, a FNAC apresenta várias dicas para a redução do tempo consumido nestas plataformas, aproveitando-o da melhor forma.

  • Ter noção do tempo dispensado nas plataformas online

Na maioria das vezes os consumidores não têm noção das horas que dedicam às redes. Analisar este tempo pode ser o ponto de viragem para uma mudança de hábitos, pelo que basta recorrer às aplicações dos smarthphones para perceber se está na hora de tomar uma atitude.

  • Utilizar apenas redes sociais relevantes

Antes de integrar uma nova plataforma é importante ter-se em consideração se será de facto uma mais-valia. Caso não exista um propósito claro para o seu uso, o consumo dessa rede social será dispensável.

  • Filtrar quem se segue

Seguir apenas pessoas e marcas relevantes pode ser uma boa forma de controlar o volume de conteúdo que circula no feed e, consequentemente, o tempo despendido para o ver. E quantidade nem sempre significa qualidade!

  • Estabelecer horários de utilização das redes sociais

Definir momentos para aceder aos perfis é uma estratégia que funciona, principalmente durante o dia de trabalho. O recomendado é fazer intervalos de 20 minutos para descansar e aproveitar estes momentos para fazer scroll nos feeds.

  • Desativar notificações

Em linha com a dica anterior, desativar os alertas das aplicações pode ser uma boa forma de manter a concentração e o foco nas tarefas a realizar.

  • Trocar o scroll por um livro

Os serões no sofá ou na cama antes de ir dormir podem ser aproveitados de outra forma. Porque não trocar meia hora de Instagram por uma boa leitura? A luz azul do ecrã do telemóvel (e de ouros equipamentos eletrónicos) faz com que o corpo não produza melatonina, interferindo com os ciclos de sono. A leitura, além de entretenimento, é um estímulo positivo para o nosso cérebro. Neste sentido e tal como a FNAC sugere na sua campanha “Dá um tempo às redes” é importante não estar nas redes sociais fora de horas: a partir das 22 horas, é tempo de desligar!

  • Terminar sessão no online e fazer login no real

Existe todo um mundo para além das dinâmicas das redes sociais. Seja através da música, da culinária, do desporto, ou dos jogos de tabuleiro, são várias as alternativas às redes sociais que vão permitir explorar outros hobbies e interesses, bem como mais tempo para o convívio com família e amigos.

Check Also

«A Grande Solidão», de Kristin Hannah, tem uma nova edição e uma nova capa

A Grande Solidão, um dos romances mais marcantes de Kristin Hannah, publicado em 2019 pela …

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.