fbpx

Portugueses adeptos da reutilização: 59% já comprou ou consideraria comprar um telemóvel recondicionado

Em vésperas de celebrarmos globalmente o Dia Internacional da Reciclagem, que se assinala a 17 de maio, a Celside Insurance junta-se ao movimento, revelando novos dados do Barómetro Vida Digital dos Portugueses, estudo realizado em parceria com a Boutique Research, que conclui que a maioria dos portugueses (59%) já comprou ou consideraria comprar um telemóvel recondicionado.

Se o inquérito põe em evidência a relação intensa dos portugueses com o telemóvel – os portugueses passam em média 2,9h por dia com o telemóvel, e 4 em cada 5 utilizam-no logo de manhã ao acordar, e à noite, antes de dormir – também deixa claro que, na categoria tecnologia, os portugueses estão cada vez mais adeptos da tendência “reutilize, reduza, recicle” para criar um impacto positivo.



Todos sabemos que é preciso “pensar global e agir local” e os hábitos de consumo são vitais na proteção do planeta. De acordo com estudo, os telemóveis e os computadores são os dispositivos onde há mais probabilidade de comprar equipamentos recondicionados, isto é, em segunda mão, verificados e restaurados. 21% dos portugueses afirma já ter comprado um telemóvel recondicionado, e 38% considera fazê-lo. Quanto ao computador as percentagens são muito semelhantes: 22% já comprou recondicionado e 38% considera fazê-lo. Nas categorias televisão e tablet os portugueses são mais conservadores: apenas 11% já comprou uma televisão recondicionada e a maioria (51%) não consideraria fazê-lo, e só 12% compraram tablets em segunda mão.

Mais jovens dão o exemplo

Mas a tendência não é uniforme em todas as gerações. São as gerações mais novas, os Millennials e a Geração Z, aquelas que manifestam uma maior apetência pelos equipamentos recondicionados. Por uma questão de preço, mas também, provavelmente, devido a uma maior consciência ambiental. De acordo com o Barómetro da Vida Digital dos portugueses, 75% dos menores de 21 anos já comprou ou considera comprar um smartphone re-condicionado. Os Millennials são a faixa etária que apresenta a maior percentagem de respostas afirmativas: 30% já comprou recondicionados. À medida que a idade aumenta, diminui a abertura para comprar equipamentos recondicionados. 56% dos maiores de 65 anos prefere não comprar telemóveis recondicionados e apenas 11% afirma já o ter feito.

Cuidar do planeta… e do telemóvel

De acordo com o estudo, 54% dos portugueses refere o smartphone como o objeto que mais lhe custaria perder, à frente das chaves de casa (31%), do cartão bancário (27%) e até do computador pessoal (26%). Mas quantos tencionam contratar um seguro para proteger o seu telemóvel?

Cerca de 1/3 (36% em média), segundo o inquérito, sendo a intenção de adquirir um seguro maior entre os mais jovens (47% da geração Z versus apenas 31% nos inquiridos entre os 50 e os 65 anos) e também entre quem tem filhos (44% respostas afirmativas).

Check Also

Dyson propõe 3 dicas de limpeza para ajudar nas resoluções de ano novo

Manter uma casa limpa e arrumada pode ser um tremendo desafio, especialmente se adicionarmos o …

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.