Thriller islandês “O Ruído na Escada” chega para provocar calafrios no verão

Perturbador e claustrofóbico. Assim se assinala a estreia da jovem Eva Björg Ægisdóttir que chega das paisagens geladas da Islândia, pela chancela da Quetzal do Grupo BertrandCírculo, mesmo a tempo de causar calafrios nos meses quentes do verão.

O Ruído na Escada é o primeiro livro da série «Islândia Proibida», um dos novos e mais empolgantes thrillers policiais nórdicos, distinguido com vários prémios, entre os quais o Blackbird Award.

Escrito primorosamente, O Ruído na Escada é protagonizado por Elma, uma detetive que regressou à sua terra natal na sequência de uma desilusão amorosa. Juntamente com os colegas Sævar e Hördur, dá início a uma difícil investigação depois de o corpo de uma mulher ter sido encontrado no farol da cidade islandesa de Akranes, um pouco a noroeste de Reykjavík. Rapidamente se descobre que não se trata de uma mera forasteira e que um misterioso segredo no passado da vítima continua a ter efeitos no presente.

À medida que as descobertas se sucedem, outros crimes que permaneceram esquecidos durante muito tempo são revelados, deixando toda a cidade em choque.

E enquanto se vão removendo os escombros das memórias destruídas, o trio de detetives terá de conseguir encontrar justiça antes que seja demasiado tarde.

O livro chega às livrarias a 18 de julho, com tradução de Antonio Sabler.

Check Also

«A Grande Solidão», de Kristin Hannah, tem uma nova edição e uma nova capa

A Grande Solidão, um dos romances mais marcantes de Kristin Hannah, publicado em 2019 pela …